foda-se

Use a técnica do “Foda-se” e liberte-se.

A técnica do foda-se é libertadora se usada com consciência e auto-conhecimento.

Você está numa se sentindo sobrecarregado porque tenta resolver os problemas de todo mundo…

…ou você está esperando demais das outras pessoas e sente que não recebe de volta?

Você está se pressionando por tentar ser o melhor profissional no seu trabalho…

…ou está frustrado porque as pessoas da sua equipe não têm a mesma entrega que você?

 

ÀS VEZES NOS COBRAMOS DEMAIS. ESPERAMOS DEMAIS.

A gente pode, facilmente, por estas situações, nos tornarmos nosso pior inimigo.

Nos sabotamos, criamos metas e expectativas enormes: seja para nossa vida e outras pessoas.

E dessa forma, terminamos ficando sobrecarregados.

 

QUEREMOS SER os melhores, mas NÃO É O QUE mundo espera isso da gente.

E nem precisa. Sério. Mesmo.

Esse lance de ser o melhor, de ser perfeito, de ser excelente, é mais da nossa cabeça do que a expectativa do resto das pessoas.

Parte disso é nossa culpa por depositar muita expectativa e dedicação para situações ou pessoas que, na boa, não estão tanto aí para você.

Por tudo isso, use a técnica do Foda-se.

 

COMO USAR A TÉCNICA DO FODA-SE

A técnica do foda-se é libertadora porque, literalmente, te “liberta” de uma pressão.

Essa pressão que, às vezes, só existe dentro da sua cabeça.

Pressão no trabalho? E, na verdade, ninguém está nem aí? Pense ou fale baixinho: foda-se e tente, você mesmo, reduzir o “peso” daquela situação.

Você se dedica demais, procura demais uma pessoa e ela nem sempre corresponde da melhor maneira?

Ligue o Foda-se (fale baixo, fale alto, grite, escreva num papel, digite no computador). Ou seja, ritualize o seu descontentamento com a situação atual.

E procure por alguém que realmente se importa com você.

Você espera que algo muito importante aconteça na sua vida, mas nada está acontecendo?

Ligue o Foda-se para… você mesmo! E pense de outro jeito.

Por quê? Porque não adianta ser muito esforçado se a direção não é correta. Se precisar, mude de rumo e evolua.

 

QUANDO NÃO USAR O FODA-SE

A gente pode ser experiente com 20 anos ou inexperiente com 50, depende do quanto tempo dedicamos para o auto-conhecimento.

O auto-conhecimento é avaliar se aquela situação correspondeu às expectativas, se realmente ficamos felizes a realizando, se sofremos, etc.

Por isso, use o bom senso e siga o seu coração, cérebro e intestinos na hora de entender se vale a pena ligar o Foda-se.

Em certos compromissos firmados ou cumprir com a sua palavra, obviamente é fundamental honrá-los e não ligar o Foda-se.

Porém, se as situações são de estresse, se são recorrentes, se você está sofrendo demais ou por antecedência, use o Foda-se sem moderação. 🙂